CLICK HERE FOR THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES »

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Entrevista

Tana Luiz Maria

Coordenadora do ensino médio do atual de Piedade. Formada em pedagogia com pós-graduação em administração escolar. Trabalha com jovens desde 1990, quando começou em um escola pública no estado de Rondônia. Trabalha no atual desde 1996 e antes de trabalhar na unidade de piedade, trabalhava na unidade de Olinda. Descreve seu trabalho como um eterno aprendizado, onde os educadores costumam dizer que não envelhecem porque sempre tomam o elixir da juventude, aprendendo com os jovens.

A redação: Qual a sua opinião sobre o comportamento dos jovens de hoje?
Tana: Os jovens atualmente são muito inquietos e diante da tecnologia, de todas as informações passadas eles querem tudo para ontem (desde que seja do interesse deles), não querendo ter o trabalho de buscar, pesquisar e refletir.
A redação: Ao seu ver, quais métodos poderiam ser aplicados na melhoria da educação e a conseqüente mudança no comportamento dos jovens?
Tana: Precisa mudar a maneira do jovem ver a vida, precisa ter consciência do que se quer para o futuro. Se o jovem perceber que ele é o futuro, todos os métodos aplicados nas escolas funcionarão bem porque o aluno responderá aos estímulos aplicados.
A redação: Como a pedagogia atua na formação dos jovens?
Tana: A pedagogia percebe os jovens com olhos de educador, porque nós somos um pouco de pedagoga, psicóloga, médica, mãe, nutricionista, orientadora e isso serve para fazer a diferença na vida de todos.

1 comentários:

Paula Tabosa disse...

Muito interessante a visão de uma pedagoga sobre o assunto. Em alguns pontos, também concordo com ela. Mas, os "adultos" de hoje trazem consigo tradições e culturas de outras épocas; coisas que não evoluíram ao nosso tempo, gerando muitos conflitos. Cabe a todos respeitar o limite que cada um quer "impor" a sua vida, pois, por mais cuidado que os pais tenham com seus filhos, eles possuem "vida independente", são pessoas capazes de responderem pelos seus atos.